O que é PMOC? Como montar um para a sua empresa

Gestão

Hoje em dia não há como falar de climatização e refrigeração sem citar o Plano de Manutenção, Operação e Controle. Popularmente conhecido por sua sigla, PMOC, esse planejamento é feito para garantir a boa qualidade do ar e o bem-estar das pessoas nos locais.

Por mais que o assunto esteja no hype, a história não é tão recente quanto parece. Esse procedimento já era previsto desde 1998 pela Portaria MS n° 3.523/98, do Ministério da Saúde. Mas, em janeiro de 2018, a Lei Federal nº 13.589 foi sancionada e o tema ganhou mais espaço.

A regra diz que todo edifício, público ou coletivo, que possua ambientes climatizados artificialmente deve dispor de um PMOC. Com a aprovação dessa Lei, surgiram questionamentos no mercado de climatização e refrigeração.

Pensando nisso, listamos algumas informações importantes que podem te ajudar na hora de montar um bom Plano de Manutenção, Operação e Controle para a sua empresa. Confira!

O que é PMOC?

O PMOC é um conjunto de documentos relacionados ao sistema de climatização de um espaço, com dados importantes que garantem a boa qualidade do ar. Nele, precisam ser registradas as informações do edifício, dos equipamentos e a rotina necessária com a manutenção e a periodicidade adequada para cada procedimento.

O documento também deve especificar qual o número limite de pessoas a ocupar cada local refrigerado, qual a carga técnica do aparelho e qual o tipo de atividade desenvolvida naquele ambiente.

Todo Plano de Manutenção, Operação e Controle deve ser supervisionado por um profissional. Por isso, é essencial que ele tenha a assinatura de um responsável técnico e a comprovação de todos os serviços realizados por meio da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica).

Conforme regulamentado, é obrigatório cumprir as normas técnicas da ABNT. Além disso, a validade do documento varia conforme o contrato de manutenção entre a empresa prestadora de serviços e o profissional.

A Lei Federal determina a execução do PMOC para todos os ambientes com capacidade acima de 60.000 BTUs – levando em consideração todo o sistema de climatização – não apenas um espaço.

Se houver mais de um setor climatizado no prédio, é preciso somar todas as capacidades dos aparelhos de ar-condicionado dos outros locais.

Portanto, se todas as somatórias ultrapassarem a medida definida na norma, a edificação precisará de um PMOC urgente. A falta do documento prevê multas que variam de R$ 2.000,00 até R$ 1,5 milhão.

Leia a seguir algumas dicas e previna-se:

Com montar um Plano de Manutenção, Operação e Controle?

De acordo com o sistema do CONFEA/CREA, para montar um PMOC é preciso dividi-lo em duas partes. Elas devem ser elaboradas por diferentes empresas:

Parte 1: Manutenção mecânica do sistema de refrigeração e ar-condicionado

Ela pode ser realizada e assinada por todos os profissionais da área de engenharia mecânica, como engenheiros, tecnólogos ou técnicos. Para essa fase, o plano de cada equipamento deve ser feito de forma individual e conter todas as informações abaixo:

Parte 2: Análise da qualidade do ar

Já a segunda etapa deve ser feita por empresas especializadas em serviços de avaliação biológica, química e física. Elas avaliarão as condições do ar dentro dos ambientes climatizados, através de coleta e análise laboratorial.

O procedimento deve ser realizado a cada seis meses. Esses documentos deverão ser assinados por profissionais das áreas de engenharia química, engenharia de segurança do trabalho ou engenharia sanitária.

De acordo com a Resolução 09 da ANVISA, a responsabilidade técnica para limpeza e manutenção deve estar desvinculada das análises do ar. Por isso, as empresas devem ser distintas.

Além disso, ela prevê que as inspeções de qualidade do ar são obrigatórias para todos os sistemas de climatização com capacidades somadas acima de 5 TR.

Documentos necessários:
  • PMOC – Plano de Manutenção, Operação e Controle
  • ART – Anotação de Responsabilidade Técnica (CREA – Conselho Regional Engenharia e Agronomia)
  • Planta do sistema de ar-condicionado
  • Análise da qualidade do ar climatizado

Fiscalização

A fiscalização dos ambientes fica a cargo das vigilâncias sanitárias dos Municípios, do Estado e da ANVISA.

Plano de implantação

O plano de implantação do PMOC depende do número de equipamentos existentes no ambiente, seus acessos, atuais condições de uso, planejamento etc. A partir da contratação da empresa e a atuação pela ANVISA, é preciso solicitar o documento da empresa informando que a aplicação do plano já está em andamento.

Vantagens do PMOC

  • Melhora a qualidade do ar nos ambientes climatizados
  • Melhora a eficiência dos condicionadores de ar
  • Evita gastos desnecessários com manutenções avulsas
  • Aumenta o tempo de vida útil dos equipamentos de ar-condicionado
  • Reduz os custos com energia elétrica

Software para criar um PMOC personalizado

Como o PMOC envolve uma série de manutenções preventivas, ele pode gerar uma quantidade grande de relatórios de máquinas e equipamentos e, consequentemente, históricos que ajudem a organizar as rotinas.

Com a utilização de um software de gestão é possível facilitar ainda mais esse processo, criando um Plano de Manutenção personalizado para cada cliente. Com isso, fica mais simples executar as manutenções, acompanhar o trabalho dos técnicos à distância e em tempo real, gerar relatórios automaticamente para o cliente e analisar todos os relatos dos serviços.

Um exemplo de software que cria e gerencia Planos de Manutenção é o Optimus. Quer conhecer? Clique abaixo e agende uma demo:

Leia também

8 benefícios de utilizar um software de gestão de facilities

Menu